Basta cada um fazer pouco para todos fazermos muito. Recolher tampinhas e rolhas, levar narizes vermelhos às crianças hospitalizadas, doar roupa e produtos de higiene aos sem-abrigo, ajudar mulheres sem recursos financeiros a entrar no mercado de trabalho ou realizar o sonho de pisar um avião e, simplesmente, voar. Sob o lema de ajudar a ajudar, a Take C’Air apoia vários projectos em Portugal. Veja quais:

Tampinhas "didácticas" e "terapêuticas"
Já ninguém pergunta para que serve aquele saco cheio de tampinhas coloridas ou porque é que os seus filhos lhe pedem encarecidamente para não deitar as tampas fora. 
O projecto nasceu em 2003 e o número de associados tem vindo a crescer todos os anos.

O objectivo é recolher as tampas de plástico das garrafas e doá-las a empresas de recolha de resíduos em troca de cadeiras de rodas e outras ajudas para pessoas com deficiências. A Take C’Air aliou-se ao projecto Tampas que são Rampas da Câmara Municipal de Sintra, dinamizando e organizando a recolha de tampinhas em várias companhias aéreas, escolas e outros parceiros (como a CateringPor ou o Hotel Tryp Aeroporto).
Neste momento, as tampinhas que chegam até nós ajudam dois projectos. Um deles passa por fornecer material didáctico e mobiliário à chamada sala arco-íris, numa escola da Amadora, que recebe crianças com multideficiência. O outro contribuiu para as cadeiras de rodas de dois irmãos gémeos, o Matheo e o Lukas - conhecidos como Os sementinhas - que nasceram prematuros, e tem servido para ajudar a financiar a sua terapia de reabilitação nos últimos anos.
Se tiver tampinhas a mais lá em casa, pode entregar na APTCA ou no Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), na Avenida Almirante Gago Coutinho, n.90, em Lisboa. As crianças agradecem.


Rolhas para que te quero
Às tampinhas juntaram-se as rolhas. O objectivo é o mesmo: recolher o material para que as empresas de cortiça possam reaproveitá-lo e ajudar à reflorestação do nosso país.


Durante algum tempo, a Take C'Air esteve associada à Acção Saca-Rolhas, das Guias de Portugal, em colaboração estreita com as Guias de Oeiras. As rolhas eram então recicladas em Vila Nova de Gaia e o dinheiro revertia para instituições de solidariedade social, normalmente ligadas a crianças.

Actualmente, a Take C'Air está a enviar as rolhas que recolhe para a Quercus e o dinheiro gerado será utilizado para ajudar a reflorestar Portugal.
Por isso quando beber um vinho no avião já sabe: aquela rolha terá um destino feliz. Mas também pode fazer-nos chegar as rolhas directamente, deixando-as na APTCA ou no SNPVAC.


Narizes vermelhos
A Operação Nariz Vermelho (ONV) existe desde 2002 e a Take C’Air associou-se ao projecto em 2011. 

A ajuda pode ser feita através de donativos ou comprando um nariz vermelho num dos vários pontos de venda espalhados pelo país ou nas acções que a ONV vai desenvolvendo. As verbas recolhidas asseguram o funcionamento de um programa de intervenção nos hospitais pediátricos portugueses, que passa pela visita de palhaços profissionais que animam as crianças doentes. 

Em Novembro de 2015, a ONV e a Take C’Air colocaram um novo ponto de venda no Aeroporto de Lisboa. Por isso, a próxima vez que for de viagem, certifique-se que entra no avião com um nariz vermelho.

Um dia a voar
Sim, nós achamos que temos a melhor profissão do mundo. Ou, pelo menos, aquela com melhor vista. E por isso queremos que todos possam experimentar essa sensação, sobretudo aqueles que nunca voaram.

O projecto Tripulante Por Um Dia existe desde 2011, graças à iniciativa de um dos fundadores da Take C'Air, o piloto Duarte Lopes, e tem decorrido sempre em colaboração estreita com a Operação Nariz Vermelho (ONV), tendo trabalhado também este projecto com a Terra dos sonhos e com o Coração Amarelo. 

Desde 2015 tem um novo responsável, o piloto Miguel Estevez, que é também embaixador dos "narizes vermelhos".

Aquecer as ruas
Centro de Apoio aos Sem-Abrigo (C.A.S.A.) é uma das instituições em Portugal que apoia os sem-abrigo, distribuindo refeições quentes nas ruas todas as noites, e fornecendo ainda roupa, cobertores, sacos-cama e produtos de higiene. 

Na Take C'Air encarregamos-nos de recolher a maior quantidade de donativos possível para ajudar quem vive na rua ,assim como ajudar algumas famílias carenciadas que recorrem à C.A.S.A. 

Se quiser contribuir, pode ajudar a C.A.S.A directamente, através de transferência bancária, ou então deixar os seus donativos no número 90 da Avenida Almirante Gago Coutinho, em Lisboa, na sede do SNPVAC.

Além disso, o departamento responsável pela formação de tripulantes da TAP, o Mock-Up, cede à Take C’Air as meias usadas durante os treinos de procedimentos de emergência. Depois de lavadas, estas são entregues à C.A.S.A.

Sucesso no feminino
Um outro projecto a que a Take C'Air se associou é a Dress for Success. Este programa surgiu nos Estados Unidos pela mão da apresentadora de TV Oprah Winfrey, com o objectivo de promover a independência económica das mulheres com poucos recursos.

Como? Arranjando-lhes roupas adequadas ao contexto profissional e a entrevistas de trabalho, e dotando-as de uma rede de apoio e das ferramentas necessárias ao desenvolvimento da sua carreira. 

Em 2012, graças à empresária e empreendedora Fernanda Machado, a Dress for Success chegou a Portugal, e a Take C'Air criou uma parceira com a responsável pelo projecto em Lisboa, a Dra. Teresa Durão.

Há várias maneiras de ajudar esta ideia. Na Take C'Air, ocupamos-nos de recolher e seleccionar a roupa que pode vir a contar uma história de sucesso. A Dress for Success contribui ainda com donativos para a Take C'Air ajudar outros projectos.

Roupa de mulher, acessórios, calçado e malas em bom estado podem ser entregues no SNPVAC.

Albergues nocturnos
Todos os dias, a um velho palacete com uma horta na zona de São Bento, em Lisboa, acorrem dezenas de homens em busca de um tecto para dormir e de uma refeição quente.
Desde que foi criada, no final do século XIX, a Associação dos Albergues Nocturnos de Lisboa apoia os sem-abrigo, desenvolvendo também outras actividades com eles, como a ida a espectáculos culturais.

A Take C'Air começou a ajudar esta associação recentemente, através da recolha e selecção de roupa e produtos de higiene. Se quiser contribuir, pode deixar o seu donativo na sede do SNPVAC, em Lisboa.


A sopa da semana
Outro projecto a que a Take C’Air se associou é a Sopamiga, uma organização sem fins lucrativos que fornece sopa, semanalmente, aos sem-abrigos de Lisboa, além de cestos alimentares a famílias da zona Oeste de Portugal. Um dos membros da Take C’Air, a chefe de cabine da TAP, Hélia Oliveira, faz a ponte entre a nossa plataforma e a Sopamiga, onde também é voluntária.
Aqui, a nossa ajuda passa, sobretudo, pela entrega das meias que são usadas pelos tripulantes durante a formação sobre procedimentos de emergência. Estas meias, depois de utilizadas, são lavadas e entregues à Take C’Air pelo Mock-Up da TAP, onde decorrem os treinos.
Além disso, a Sopamiga entrega os donativos que vai recebendo e que não consegue distribuir à Take C’Air, que os reencaminha para os vários projectos em que colabora.


Energias múltiplas

Outro dos projectos a que a Take C'Air se aliou, no início de 2017, foi o "Energias Múltiplas", da Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM). Este projecto consiste num grupo de sete jovens que têm em comum a relação com aquela doença (seis portadores e um familiar), e pretende ser um fórum para a partilha de experiências e o convívio entre os doentes de esclerose múltipla.

O apoio da Take C'Air ao "Energias Múltiplas" passa pela promoção e divulgação das suas iniciativas e eventos.


Amigos entre os animais

E porque os nossos amigos de quatro patas também merecem atenção, a Take C'Air juntou-se no início de 2017 à Animais de Rio Maior.

Esta associação foi criada para promover o bem-estar animal e sensibilizar a sociedade para a importância da esterilização, de modo a reduzir os riscos de abandono e maus tratos.

Os donativos cedidos à Animais de Rio Maior destinam-se a ajudar os animais que a associação tem a seu cargo, e que podem ser adoptados ou apadrinhados por quem queira cuidar deles.
 
Famílias carenciadas
Parte das roupas, brinquedos, móveis ou produtos de higiene que chegam à Take C’Air têm também outro destino: as famílias carenciadas da zona da Penha de França, em Lisboa.
A Junta de Freguesia da Penha de França tem uma loja social, que funciona de segunda a sexta-feira, mediante marcação prévia, das 10h às 17h30. Através quer do atendimento presencial, quer de parcerias locais, é feita a sinalização dos agregados familiares carenciados, aos quais são atribuídos mobiliário, electrodomésticos e também roupa e outros bens, de modo a melhorar as suas condições de vida.
Esta junta de freguesia tem também um programa para ajudar jovens e adultos a inserirem-se mais facilmente no mercado de trabalho.
 
 
 
 
 
 
 
Além de todos os parceiros com que colabora, a Take C’Air Crew Volunteers gostaria de deixar um agradecimento especial à TAP. Através de várias áreas – como a direcção de operações de voo, a direcção de pessoal de cabine, departamentos de treino e instrução, o Mock-Up ou o fardamento -, a companhia term permitido desenvolver e agilizar o trabalho da associação Tkcv.



Nome

Email *

Mensagem *